2021





Yūgen App_Porto Design Biennial 2021

Yūgen App is an ever-growing collection of exercises and instructions on reconnecting with nature and yourself created by leading international artists. Every morning, a push notification will remind you of one of the randomly selected exercises which can be practiced on a daily basis and included in your daily routine along with a work-out or yoga session. Cutting-edge art becomes part of your morning ritual and lifestyle. Project by Alexander Burenkov.

"if a plant invited you to a dance, how would you go?”
Project : Manuela Eichner
Performance : Carina Sehn and Patricia Bergantin
Videos: Camila Leichter / BASE-film





Planta-Colagem, oficina virtual com Manuela Eichner no MAM Domingo MAM e Arte e ecologia.
Data: 14 de maio, 2021. Horário: 16h

Conectar para entender: o encontro virtual estabelece um vínculo entre a estrutura das plantas (caráter rizomático, arquitetura cooperativa, autonomia energética) com a estrutura da colagem (reciclagem, multiplicidade, diversidade). Serão desenvolvidos temas como intuição, adaptação e nutrição trabalhando manualmente com imagens, folhas coletadas e desenho. Investigar o potencial das plantas para reencantar nossos sentidos, observar a metamorfose que acontece por toda a parte. “Que a gente viva mais essa experiência do corpo sendo natureza”, Ailton Krenak.
mam.org.br/evento/planta-colagem








Conexão Planta-Colagem na Porto Iracema das Artes , Fortaleza.
O quê: curso remoto “Planta-colagem”
Oferta: 20 vagas
Período: 8, 10 e 12 de março, através da plataforma Zoom







Projeto “Entre Telas Artes Visuais” – Live ““Planta-colagem, conversas sobre colagem e natureza”, com a artista plástica Manuela Eichner
Quando: Nesta quarta-feira (10)
Hora: 17 horas
Onde: Instagram – Escola Porto Iracema das Artes
Aberto ao público







Conexão Planta-Colagem • Laboratórios do Sensível-Intervenções artísticas no ecofeminismo do Instituto GoetheSÁBADO 30/01 • 10h-12h | digital
Laboratórios do Sensível-Intervenções artísticas no ecofeminismo
Conexão Planta-Colagem. Como sonhar coletivo nesse momento de mutação ecológica e confinamento social? Como romper com a tela? Como nos mover em direção a um mundo que tem sentido pra nós? A partir do estudo das plantas a oficina deseja estabelecer uma conexão entre seu caráter rizomático, sua autonomia energética e arquitetura cooperativa com a ideia de multiplicidade e colagem da vida. Nesse encontro discutiremos temas como intuição, resistência, adaptação e cura trabalhando manualmente com imagens e folhas coletadas. Investigar o potencial das plantas para reencantar nossos sentidos, observar a metamorfose que está acontecendo em tudo. "Que a gente viva mais essa experiência do corpo sendo natureza”




2020







COLAGEM COMIGO Curso no @mundopensante
06/05 quarta-feira 19h às 22h • Zoom

A colagem opera com o fragmento, com a justaposição, com o arbitrário, com o fluxo, com o caos e com a ressignificação. Seja pela oposição violenta ou pela junção bem-humorada de elementos descontínuos a técnica da colagem é utilizada, desde seus primórdios, como estimulante da análise e da crítica social. Em plena era digital como a técnica da colagem analógica pode contribuir para outras reflexões sobre a imagem?








COLAGEM COMIGO Live no @mundopensante
23/04 quinta-feira 11h • Instagram

A colagem opera com o fragmento, com a justaposição, com o arbitrário, com o fluxo, com o caos e com a ressignificação. Seja pela oposição violenta ou pela junção bem-humorada de elementos descontínuos a técnica da colagem é utilizada, desde seus primórdios, como estimulante da análise e da crítica social. Em plena era digital como a técnica da colagem analógica pode contribuir para outras reflexões sobre a imagem?






08/02 MONSTRA – SENSING NATURE FROM WITHIN – MODERNA MUSEET – MALMÖ – SUÉCIA

PERFORMANCE DIRECTED BY ELISABETE FINGER AND MANUELA EICHNER. The work is performed by Bárbara Elias, Danielli Mendes, Josefa Pereira, Mariana Costa, and Patrícia Bergantin, all of whom have also contributed to the choreography.

The project Sensing Nature from Within is part international art exhibition featuring 12 artists and artist groups, part extensive programme of lectures, talks, and performances. Welcome to the powerful performance Monstra, in which many of our cultures’ arbitrary ideas of man’s position in relation to nature and of acceptable female behavior are manifested.
In many cultures, the earth has been praised as a woman or a womb and worshiped as Mother Earth. At the same time, women’s involvement with the surrounding nature has often been condemned as witchcraft and severely punished. In a format reminiscent of a ritual, Monstra sets the classic against the absurd and the organic against the artificial. In the encounter between these contrasts, many of our cultures’ arbitrary ideas of man’s position in relation to nature and of acceptable female behavior are manifested. Over the course of the performance, the bodies of women and plants gradually become wilder, increasingly unpredictable, stronger and potentially dangerous.










1/12 - 28/02 IASPIS residency, Malmö | Suécia
Swedish Arts Grants Committee's international programme for Visual and Applied Artists / Studio grantholder 2019 - 2020

Elisabete Finger (choreographer) and Manuela Eichner (visual artist) worked together since 2015 mixing techniques and principles from choreography and collage. Their research evokes a certain “political ecology of things and people”, proposing other logics and organizations for this ensemble. Their artworks problematize the certainties and contradictions of what is generally taken as organic and artificial, natural and cultural. “MONSTRA” – their recent performance – will be presented at Moderna Museet Malmö on the 8th February, taking part of the exhibition “Sensing Nature from Within”.

During their residency time in Iaspis, each one develops their own practice and together they initiate a process of research for a new piece. “RUN FAST, BITE IT STRONGLY” explores other ways of acting/reacting inside the political-ecologic crises we are merged in. Moving an assemblage of plant-body-plastic-animal-machine, this work searches for other approaches to what is considered “human” and what is named as “nature”, groping unexpected kinship relations.







COLAGEM COMIGO Workshop no @mundopensante
10/12 terça-feira 19h

A colagem opera com o fragmento, com a justaposição, com o arbitrário, com o fluxo, com o caos e com a ressignificação. Seja pela oposição violenta ou pela junção bem-humorada de elementos descontínuos a técnica da colagem é utilizada, desde seus primórdios, como estimulante da análise e da crítica social. Em plena era digital como a técnica da colagem analógica pode contribuir para outras reflexões sobre a imagem?